layoutLogotipo - NOTIFICAÇÃO NACIONAL DE AGREGADO DE CASOS E SURTO EM SERVIÇOS DE SAÚDE
layout
 NOTIFICAÇÃO NACIONAL DE AGREGADO DE CASOS E SURTO EM SERVIÇOS DE SAÚDEFormulário | Resultado | Busca Ficha | Altera Ficha |  Imprimir Formulário
Notificação de agregado de casos e surto em serviços de saúde

Os principais critérios utilizados para a priorização do AGRAVO INFECCIOSO DE INTERESSE NACIONAL são aqueles que apresentam grave repercussão em saúde pública, os eventos infecciosos inusitados ou imprevistos e o risco de propagação ou disseminação para mais de uma unidade federada. Entende-se por agravo infeccioso o caso, agregado de casos ou surto causado por microrganismo adquirido após a admissão do paciente no serviço de saúde, que se manifeste durante a internação ou após a alta, sempre que puder ser relacionada com os procedimentos assistenciais ou com a internação. Além desses, estão incluídos aqueles decorrentes da assistência e que resultem em incapacidade permanente ou óbito de paciente, seguindo os critérios acima.


ATENÇÃO!
1-O surto de determinado agravo pode ser definido quando existe um aumento estatístico significativo de um determinado evento adverso, acima dos valores máximos esperados ou do limite superior endêmico, ou quando há a confirmação da ocorrência de um caso ou agregado de casos de infecção ou colonização por microrganismo que não havia sido anteriormente isolado no serviço de saúde.

2- Este formulário NÃO DE DESTINA À NOTIFICAÇÃO DE CASOS ISOLADOS, exceto para aquelas infecções que atendam aos critérios de agregados de casos e surtos, nos quais estão incluídos os microrganismos ou mecanismos de resistência novos na epidemiologia brasileira ou pouco usuais na epidemiologia hospitalar.

3- Foram disponibilizados campos sobre o processo de investigação, que deverão ser atualizados semanalmente até o encerramento do caso. 

4- Guarde o número de protocolo gerado automaticamente pelo sistema para manter as informações atualizadas.

5-  É possível anexar arquivos ao formulário, como planilha contendo a curva epidêmica do evento e o relatório parcial ou final. Ao final da investigação deverá ser anexado o relatório de investigação

Fundamento legal:

- Lei no 9.782, de 26 de janeiro de 1999 cria a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa/MS); Portaria no 1.241, de 13 de outubro de 1999 confere à Anvisa a atribuição de coordenar as atividades de controle de infecção relacionada à assistência à saúde; Lei nº 9.431, de 6 de janeiro de 1997, que dispõe sobre a obrigatoriedade da manutenção pelos hospitais do país de programa de controle de infecções hospitalares; Portaria no2.616 de 12 de maio de 2012, que regulamenta as ações de controle de infecção; Anexo I - item 2.5.1.3.1 (paciente crítico), item 3.3 (atribui à CCIH a competência para realizar investigação epidemiológica de casos e surtos, sempre que indicado, e implantar medidas imediatas de controle) e item 3.12 (trata da notificação de surtos suspeitos/confirmados de infecções).


Rede Nacional de Investigação de Surtos e Eventos Adversos em Serviços de Saúde (Reniss)
Gerência de Vigilância e Monitoramento de Serviços de Saúde (GVIMS)
Gerência Geral de Tecnologia em Serviços de Saúde (GGTES)
Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)

* Preenchimento Obrigatório
Atenção: nos campos marcados com 'Visível ao público' não devem ser colocados dados de sua intimidade e privacidade.
Clique aqui em caso de dúvidas relativas a este formulário.
  IDENTIFICAÇÃO DO EVENTO 
 Tipo de ocorrência e principal sítio de identificação do microrganismo: *(Visível ao público)
Colonização
Infecção
 Classificacao inicial do evento pelo notificador: *(Visível ao público)
Indicar a classificação indicada pelo notificador
B. Surto ou agregado de casos de infeccao ou colonizacao, de etiologia desconhecida, microrganismo ou mecanismo de resistencia novo na epidemiologia do pais com forma de transmissao ignorada
C. Infeccao decorrente do uso de medicamentos, nutricao ou produtos para a saúde
D. Agregado de casos ou surto envolvendo em pacientes imunocomprometidos ou de alto risco
E. Agregado de casos ou surto que resultou em incapacidade permanente ou morte de pacientes hospitalizados.
F. Outro de interesse local
 Especifique: *
Especifique a ferramenta de coleta de dados de iras que a CECIH utiliza
 Principal unidade/setor acometido pelo evento: *(Visível ao público)
Indicar a unidade/setor de maior número de casos
 Microrganismo envolvido: *(Visível ao público)
Indicar (colonização/infecção) o microrganismo confirmado laboratorialmente
 L. Detecção de resistência microbiana? *(Visível ao público)
Indicar a detecção de resistência microbiana no agente envolvido
Sim
Nao
 Data do início do evento: *(Visível ao público)
Indicar a data do caso índice ou caso elegível para a investigação (ex.: primeira hemocultura positiva).
 Semana epidemiológica: *(Visível ao público)
Indicar a semana epidemiológica do primeiro caso (sinais e sintomas positivos e/ou data de coleta da amostra positiva)
 Numero de casos suspeitos: *(Visível ao público)
Campo numérico. Não incluir os casos confirmados.
 Numero de casos confirmados: *(Visível ao público)
Considera-se como aquele confirmado por diagnóstico laboratorial. Campo numérico.
 Numero de expostos:
Indicar o número de pacientes expostos
 Numero de obitos: *(Visível ao público)
Campo numérico. Indicar os óbitos totais (suspeito+confirmado). Se não houve óbito, colocar 0
  LOCAL DE IDENTIFICAÇÃO DO EVENTO 
 Estado: *(Visível ao público)
 Nome do serviço de saúde: *
 Código CNES ou CNPJ:
Indicar o número do código do serviço de saúde no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) ou o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica sem caractere.
 Endereço:
  INFORMAÇÕES DA INVESTIGAÇÃO 
 Situacao atual do caso: *
Indicar a situação geral da investigação
  DESFECHO DA INVESTIGAÇÃO 
 Classificação final da investigação:
Ao final da investigação indique a conclusão da investigação
Agregado/série de casos
Surto
Pseudo-surto
  INFORMAÇÕES DO COLABORADOR 
 Origem do notificador: *(Visível ao público)
Comissão de Controle de Infecção Hospitalar/IRAS (CCIH)
Núcleo de Segurança do Paciente (NSP)
Coordenação Municipal de Controle de Infecção Hospitalar/IRAS (CMCIH)
Coordenação Estadual de Controle de Infecção Hospitalar/IRAS (CECIH)
Centro de Informações e Estratégias de Vigilância em Saúde (CIEVS)
Laboratório de microbiologia
Profissional de saúde do serviço
Outro
 Nome para contato:
- CONFIDENCIAL -
 Telefone para contato:
Indicar número de telefone de contato
 E-mail: *
Inserir o e-mail para contato
Gravar Gravar
Atenção: Ao gravar aguarde a tela de confirmação. Somente se aparecer a mensagem de confirmação seus dados terão sido gravados.
Clique aqui em caso de dúvidas relativas a este formulário.
Página 1 de 1
Logotipo FormSus