Logotipo - Consulta Pública nº 13/2015 - Métodos Gerais de Farmacognosia
layout
 Consulta Pública nº 13/2015 - Métodos Gerais de Farmacognosia | Resultado | Busca Ficha |  Imprimir Formulário
Voltar para os Resultados
Exibindo 1 ... 4 | Total 4
Anterior | [1] | Próxima
 Ação 
 DEFINIÇÕES - Justificativa/comentário
Ficha Definição ficaria mais completa da forma apresentada acima.
Ficha Retirar da definição de Drogas vegetais a expressão NÃO PROCESSADAS, pois a secagem em si ("geralmente secas") se trata de um processo. E, excluir a parte: Também se incluem exsudatos (gomas, resinas, mucilagens, látex e ceras), que não foram submetidos a tratamento específico, pois em meu entendimento isso se trata de um derivado do vegetal.
Ficha Se pudéssemos evitar a plantação, e o fabrico do produto FUMO, não precisaríamos de nada disso. Basta eliminar a plantação.
Ficha Sugiro que haja uma harmonização das definições publicadapelo compêndio oficial da Anvisa: Formulário de Fitoterápico da Farmacopeia Brasileira (FFFB, 2011), assim como outras normas do órgão regulador sobre o tema.

droga vegetal: planta medicinal, ou suas partes, que contenham as substâncias responsáveis pela ação terapêutica, após processos de coleta/colheita, estabilização, quando aplicável, e secagem, podendo estar na forma íntegra, rasurada, triturada ou pulverizada (Segundo RDC 26 de 13 de maio de 2014).

Droga vegetal: É a planta medicinal, ou suas partes, que contenham as substâncias, ou classes de substâncias, que causam a ação terapêutica, após processos de coleta, estabilização, quando aplicável, e secagem, podendo estar na forma íntegra, rasurada, triturada ou pulverizada. (SEGUNDO FFFB)

droga vegetal: planta medicinal, ou suas partes, que contenham as substâncias, ou classes de substâncias, responsáveis pela ação terapêutica, após processos de coleta, estabilização, quando aplicável, e secagem, podendo estar na forma íntegra, rasurada, triturada ou pulverizada. (segundo RDC 18 de 3 de abril de 2013)

derivado vegetal: produto da extração da planta medicinal in natura ou da droga vegetal, podendo ocorrer na forma de extrato, tintura, alcoolatura, óleo fixo e volátil, cera, exsudato e outros. (segundo RDC 18 de 3 de abril de 2013)

Derivado vegetal: É o produto da extração da planta medicinal in natura ou da droga vegetal, podendo ocorrer na forma de extrato, tintura, alcoolatura, óleo fixo e volátil, cera, exsudado e outros. (SEGUNDO FFFB)

derivado vegetal: produto da extração da planta medicinal fresca ou da droga vegetal, que contenha as substâncias responsáveis pela ação terapêutica, podendo ocorrer na forma de extrato, óleo fixo e volátil, cera, exsudato e outros. (Segundo RDC 26 de 13 de maio de 2014).
Anterior | [1] | Próxima
Logotipo FormSus