Logotipo - Consulta Pública nº 13/2015 - Métodos Gerais de Farmacognosia
layout
 Consulta Pública nº 13/2015 - Métodos Gerais de Farmacognosia | Resultado | Busca Ficha |  Imprimir Formulário
Voltar para os Resultados
Exibindo 1 ... 3 | Total 3
Anterior | [1] | Próxima
 Ação 
 MACERAÇÃO E DISSOCIAÇÃO DE TECIDOS - Proposta de alteração, acréscimo ou exclusão
Ficha Em taninos, a solução de cloreto férrico deve ser 5%
Ficha Exclusão total
Ficha SUGESTÃO PARA INCLUSÃO DE OUTROS MÉTODOS (MAIS EFICIENTES) DE DISSOCIAÇÃO:

FERVER O MATERIAL EM ETANOL 96% POR 10 MIN.
TRANSFERIR O MATERIAL PARA A MISTURA, EM PARTES IGUAIS, DE HIDRÓXIDO DE SÓDIO 5% E ETANOL 96%.
LAVAR 2 VEZES EM ÁGUA DESTILADA - 1 MINUTO CADA LAVAGEM
COLOCAR O MATERIAL EM HIPOCLORITO DE SÓDIO 50% ATÉ COMPLETA CLARIFICAÇÃO.
LAVAR EM ÁGUA DESTILADA (3 LAVAGENS DE 5 MINUTOS CADA)
COLOCAR O MATERIAL EM CLORAL HIDRATADO A 5% EM ÁGUA POR 5 A 10 MINUTOS.
COLOCAR O MATERIAL EM ETANOL 70% POR 10 MINUTOS
CORAR COM SAFRANINA ALCOÓLICA 1% (PREPARADA EM ETANOL 80%) POR 15 A 20 MINUTOS.

OUTRA SUGESTÃO PARA DISSOCIAÇÃO DE MATERIAIS MAIS RESISTENTES: MISTURA DE JEFFREY.

COLOCAR FRAGMENTOS DA AMOSTRA EM SOLUÇÃO AQUOSA DE ÁCIDO NITRICO 10% E SOLUÇÃO AQUOSA DE ÁCIDO CRÔMICO 10% (PARTES IGUAIS) POR 24 ATÉ 72 HORAS.
LAVAR EM ÁGUA
CORAR COM SAFRANINA AQUOSA 1%
LAVAR EM ÁGUA ATÉ A SAÍDA DO EXCESSO DE CORANTE
MONTAR ENTRE LÂMINA E LAMÍNULA USANDO-SE GLICERINA 50% COMO MEIO DE MONTAGEM
Anterior | [1] | Próxima
Logotipo FormSus